Você sabia que é possível fazer uma Conexão no Marrocos com hotel, refeições e transfer de graça? Não? Então gruda aqui para aproveitar essa dica babadeira!

Marrocos

Sou louca para conhecer outras cidades, como: Rabat, Marrakesh, Fez e Tehuan. Assim, poderei explorar a verdadeira essência do Marrocos, a arquitetura e os costumes. Sempre quis conhecer esse país, desde que eu tinha sete anos, quando assisti a novela “O Clone”. De fato, não estava nos meus planos iniciar esse contato através de uma cidade como Casablanca. Entretanto, com a oportunidade de fazer uma longa conexão na cidade, sem pagar nada a mais por isso e ainda ter ao nosso dispor o transfer, o hotel e 3 refeições… Porque não me permitir?

Casablanca


Li muito sobre as impressões da cidade de Casablanca. Sobre pessoas dizerem que não valia a visita ou que a cidade não tinha nada a oferecer. Porém, minha percepção é diferente. Casablanca é o centro comercial do Marrocos, apesar de não ser a capital do país.

Conexão – Stopover

Para voos da companhia aérea Royal Air Maroc, com escalas acima de 16 horas em Casablanca, a cia oferece os serviços de: uma noite em um hotel, com 3 refeições incluídas e traslado de ida e volta para o aeroporto. Muuuitas pessoas não sabem disso e não aproveitam esse conforto. inclusive, tinha uma menina no nosso voo que não sabia disso e quase dormiu no chão aeroporto. Por sorte, nós avisamos que ela poderia solicitar todos esses serviços com a cia aérea.

Se você quiser conhecer mais cias aéreas que oferecem esse serviço, dê uma olhada nesse post aqui: Blogs dão dicas de viajar barato.

O procedimento é muito simples. Ao sair do avião você deve procurar o desembarque, passar pela imigração, mostrar a passagem e falar que é uma conexão. O tramite é bem tranquilo. Mas atenção, a imigração vai entregar um papel para preencher com seus dados e eles não dão caneta. Portanto, leve uma caneta! Não esqueça da caneta! Deu pra entender como é importante né? haha. Ficamos lá um tempão tentando pedir empresado uma caneta para alguém, mas ninguém queria emprestar. Então, leve sua caneta e seja feliz!

Após passar pela imigração, vá ao escritório da Royal Air Maroc – que fica no segundo andar -, na parte de embarque. Mostre sua passagem e eles entregarão um voucher para o Hotel e para o transfer. Na frente do aeroporto é só procurar a van e mostrar o voucher.

Hotel

Ofereceram a hospedagem no Sky Atlas Hotel, um hotel enorme com uma piscina linda, pena que não estava calor. O quarto estava limpo, o banheiro um pouco velho, mas foi ótimo para uma noite de sono.

Piscina do Relax Hotel e do Sky Atlas Hotel

Nosso roteiro

Acordamos cedo para aproveitar bem nossa manhã! Pegamos o transfer do hotel e fomos para o aeroporto, pois tínhamos a esperança de pegar um Uber lá. Não tem Uber lá! já teve, mas não tem mais. No final, saiu mais caro do que pegar um táxi em frente ao hotel e ainda perdemos tempo. Então a dica é feche com os táxis que ficam na frente do hotel, ou com alguma agência, ou guia privado.

Nossa primeira parada do tour foi a Old Medina, sempre fiquei super curiosa para conhecer. A Medina é o mercado deles, parece muito com o Brás (paulistanos entenderão, parece a feirinha da madrugada). Passeamos pelos corredores, vimos várias lojas e conhecemos mais sobre o dia-a-dia dos marroquinos. Conhecemos lojas de tapetes, lojas de produtos naturais, lojas de roupas, lenços e até sapatos típicos. Sem dúvida é um passeio bem imersivo na cultura.

Segunda parada foi a tão esperada Mesquita Hassan II, a décima terceira maior mesquita do mundo. A única Mesquita do Marrocos que aceita a entrada de não muçulmanos. Porém, pelo tempo que tínhamos, só conseguimos conhecer a parte externa.  Ficamos maravilhados, ela é encantadora, rica em detalhes e cheia de adornos. Com a arquitetura bem tipica marroquina.

Mesquita Hassan II e uma tipica marroquina – haha

Já na volta para o hotel, o taxista mostrou para gente a orla da praia, o shopping Morroco Mall e o famoso  restaurante Rick´s Café. Vimos o trânsito e os habitantes de Casablanca. Você pode conferir todo nosso passeio no vídeo abaixo.

Dinheiro

A moeda marroquina é o Dirham. Fiquei na dúvida sobre o quanto trocar, afinal teríamos pouco tempo na cidade. Como é uma rota muito funcional e curiosa, muitos viajantes que estão indo ou voltando da Europa, optam por fazer uma escala – ou stopover – por lá. Por isso, o euro é uma moeda muito aceita, pois muitos comerciantes ou taxistas já negociam seus serviços em euro. Como não sabiamos disso, acabamos comprando. Afinal, dessa forma me senti mais segura para efetuar compras na medina. Trocamos 35 euros + 10 libras, isso deu 500 dirhams. Se você quiser saber a cotação atual do Dirham, clique aqui .

Alimentação

Todas as nossas refeições foram fornecidas pela companhia Aérea Royal Air Maroc. O hotel ofereceu no total 3 refeições. Café da manhã, almoço e jantar. Estava bem apreensiva com a comidas do Marrocos, mas foi bem tranquilo. Teve tomate, pepino, arroz, arroz temperado, macarrão, frango e peixe. Tudo com uma dose bem marcante de pimenta – haha.

Custos

Vamos à parte mais interessante e que pode te ajudar no seu planejamento. Embora haja muita variação, acredito que nossa experiência deve ser compartilhada para realmente facilitar seu passeio. Como o hotel, as refeições e o transfer do aeroporto já estavam pagos, tivemos pouquíssimos custos. Detalhamos tudo abaixo:

    • Chip de 2gb Internet – 20 dirhans
    • Imã do Marrocos na Medina – 20 dirhans
    • Lenço de algodão – 100 dirhans
    • Sabonete de argan – 20 dirhans
    • Tour Táxi – 600 Dirhans (normalmente dá para achar o por 500 dirhans ou 50 euros).

Eu sou filha de cidade grande. Então, como não gostar de uma cidade que tem 6 milhões de habitantes e 1 milhão de carros circulando diariamente? Acredito que seja por isso que eu consiga absorver o melhor das cidades mega-populosas. Ou seja, aprendi a ver os lados bonitos de uma megalópole, como São Paulo.

Por fim, realmente achei que uma boa forma de começar a me introduzir na cultura e hábitos marroquinos, foi explorar Casablanca.

E você, o que achou da nossa escala?

PRONTO PARA VIAJAR? ENTÃO RESERVE AQUI!

Viajante você sabia que quando você faz uma reserva com um link aqui no blog, nós ganhamos uma pequena comissão? Você ganha descontos, não tem custos extras e ainda ajuda o Me leva na mala amor a produzir mais conteúdo e dicas de viagem!

Hospedagem: BookingAirBnB 
Seguro viagem: Seguros Promo
 Passagens aéreas baratas: Passagens Promo
  Chip Internacional: EasySim4U
Viaje conectado

Anúncios

6 comentários

  1. Nossa!!! Eu amei, você sempre me deixa com vontade de conhecer os lugares por onde passa, muito obrigada por compartilhar também a dica do hotel, isso eh muito importante e eu nem sabia que era possível solicitar na companhia aérea.
    Um super beijo….
    #querosabermais
    #continuecontando

  2. Olá Natasha, fora essa conexão, o que você achou da companhia Royal Air Maroc? No escritório da companhia, eles falam apenas inglês? O tour do hotel, era 500 dinheirinhos deles por pessoa ou por carro que cabe 3 pessoas? Obrigado ;- )

    1. Oi Otávio, o atendimento da companhia é atencioso, as comidas são ok! Uma parte chata é que todas as opções de entretenimento são em Árabe, inglês ou francês. Fora isso é tranquilo! No escritório tinha um funcionário português, então foi muito ótimo. O tour é o carro inteiro por 500 dinheirinhos rsrs 🙂

  3. Amei o post, iremos em Fevereiro e já sabia do hotel e refeição. Mas os valores foram bem vindos. Só gostaria de saber uma coisa. Tem opção de hotel no centro né. Eles que escolhem o hotel? O q acha melhor, tentar pedir no Centro ou ficar próximo do aeroporto mesmo. Obrigado

    1. Que bom que você gostou ❤️ Eles que escolheram o hotel, mas sei que eles têm varias opções sim. Conheço pessoas que fizeram essa escala e não ficaram em nenhum dos dois hotéis que eu mostrei no vídeo. Se sua intenção for passear também, vale a pena tentar um mais perto do centro sim ☺️

Me conta o que você achou do post!